Lenda do Girassol

GirassolDizem que existia no céu uma estrelinha tão apaixonada pelo Sol que era a primeira a aparecer de tardinha, antes que ele se escondesse.

E toda vez que o Sol se punha ela chorava lágrimas de chuva.

A Lua falava com a estrelinha que assim não podia ser. Que a estrela nasceu para brilhar à noite e que não tinha sentido esse amor.

Mas a estrelinha amava cada raio de sol como se fosse a única luz de sua vida. Esquecia até sua própria luzinha.

Um dia ela foi falar com o Rei dos Ventos para pedir a sua ajuda, pois queria ficar olhando o Sol, sentindo o seu calor eternamente.

O Rei dos Ventos disse que seu sonho era impossível, a não ser que ela abandonasse o céu e fosse morar na Terra, deixando de ser estrela.

A estrelinha não pensou duas vezes: virou uma estrela cadente e caiu na Terra em forma de semente.

O Rei dos Ventos plantou esta sementinha com muito carinho e regou com as mais lindas chuvas.

A sementinha virou planta. As suas pétalas foram se abrindo, girando devagarinho, seguindo o giro do Sol no Céu.

É por isso que os girassóis até hoje explodem seu amor em lindas pétalas amarelas.

Propostas de Atividade:


1 - Trabalhar com Sementes de Girassol – Articulando Meio Ambiente e Arte;
2 - Depois de contar a Lenda do Girassol, propor aos alunos interpretá-la através de desenhos e pinturas;
3 - Reproduzir vasinhos de girassol, reaproveitando garrafas PET(atividade sobre reciclagem de lixo);
4 - Trabalhar com os alunos:

• Sementes e a Germinação.

Levantamento de Hipóteses:

• O que é germinação?
• O que é uma semente?
• O que a planta necessita para sobreviver?

5 - Experimentação – Organização em grupos de 6 alunos.

Material Necessário:

• Vasinhos
• Terra Vegetal
• Sementes de Girassol

É importante no final da experiência o registros das observações e conclusões.

6 - Colocar as Músicas de Girassol – Jane Duboc & Grupo Cidade Negra e a Campanha pela Paz.

7:


• Leitura de artigos de jornal e relatos das crianças sobre Guerras e Violência;
• Roda de conversa – momento das crianças falarem. Suas opiniões sobre Guerras e Violência;
• Registro da atividade.
• Apreciação das músicas e a interpretação através de desenhos: Campanha pela Paz.
• Propor aos alunos que produzam textos no final de todas as vivências.

Idéias Interessantes:

• Apresentação do Site de Van Gogh e livros sobre sua vida.
• Quadros: Os Girassóis e Auto-Retrato

Girassol“…A verdade prova que o tempo é o Senhor
dos dois destinos, dos dois destinos
já que para ser homem tem que ter
a grandeza de um menino, de um menino
no coração de quem faz a guerra
nascerá uma flor amarela
Como um girassol
Como um girassol
Como um girassol amarelo, amarelo…”
(Cidade Negra)

 

 Retirado do Projetos Pedagógicos Dinâmicos.
Histórias Infantis

http://www.contandohistoria.com/menu.htm

Histórias Infantis

http://www.contos.poesias.nom.br/historiasinfantis/historiasinfantis.htm

Projeto interdisciplinar Copa do Mundo 2010

http://cursoejaanapolis.files.wordpress.com/2010/01/projeto-copa-do-mundo-2010-eja.pdf

Atividades Educativas sobre a Copa 2010

http://caicmariano.blogspot.com/2010/03/historia-da-africa-e-copa-do-mundo-2010.html

Histórias

 

Perto de uma floresta moravam um irmão e uma irmã com sua avó já bem velhinha.
Todas as manhãs aos dois saiam para um passeio pelos arredores, mas sempre com muita vontade de iraté a floresta.
Um dia pediram a vovó que os deixassem ir, e elas lhes disse que sim , mas que não demorassem muito.
E lá se foram bem felizes, floresta adentro. No caminho paravam para olhar as lindas pedrinhas, colhiam folhas caídas no chão, admiravam os bichinhos... e assim andaram , andaram, andaram...resolveram então parar para descansar um pouco.Escolheram uma grande árvore , de tronco largo e aconchegante, e lá se sentaram.Ouviam os pássaros cantando e se encantaram com os bichinhos andando por entre as folhas. Tão quietos estavam que puderam ouvir um barulho estranho que vinha da árvore. Resolveram então descobri o que poderia ser aquilo e de onde vinha este som .
Quando olharam para um galho bem acima de seus olhos descobriram uma enorme lagarta comendo muitas folhinhas verdes...
"-Nossa como come bastante !"
"- Assim ficará forte e bem grandona !"
E começaram a sentir uma fome....que foi aumentando...aumentando....e resolveram voltar para casa.
Já em casa contaram suas aventuras para a avó, mostraram as coisas que trouxeram da floresta, e falaram sobre a lagarta comilona.
Alguns dias se passaram e eles convidaram a avó para voltarem à floresta, pois queriam rever a lagarta.
Quando chegaram perto da grande árvore viram que a lagarta estava se enrolando...tecendo um fio ao redor de seu corpo. Muito tempo ficaram ali observando o trabalho da lagarta até que ela se envolveu completamenteno fio, e a avó lhes disse que ela estava tecendo um casulo. Como estava ficando tarde e um ventiho frio começara a soprar, resolveram voltar para casa.
A chuva não tardou a cair e os 2 irmãos estavam preocupados com a lagarta , que agora deveria estar toda molhada...
A avó disse aos dois que não se peocupassem pois a Mãe Natureza iria tomar conta direitinho da lagarta.
Alguns dias se passaram e os dois irmãos voltaram á floresta paa ver a lagarta, se ainda estava enrolada no casulo, se estava bem...
Ao chegarem próximos à árvore começaram a procurar a lagarta, mas sem sucesso. Depois de algum tempo descobriram um casulo...vazio ! Se entreolharam sem nada entender.
Mas logo alí pertinho viram que algo se mexia, como que esticando as asas... até que ficou imóvel.Era uma linda borboleta ! E logo que suas asas secaram ela começou a voar...! As crianças ficaram maravilhadas ! Resolveram voltar para casa para contar a maravilha que haviam assistido. E a borboleta foi voando, voando ...seguindo-os por todo caminho !

"Uma linda borboleta...vem voando pelo ar...!
Suas asas que beleza...
Como é lindo o seu bailar...!"

Histórias para Crianças de todas as Idades ! - Pedro, o Coelhinho !

Esta é uma história divertida que certamente os pequenos irão gostar .
Para criar o clima podemos -lembrando as antigas Rodas de Histórias , onde as pessoas se reuniam ao redor de uma fogueira para ouvir as narrativas dos Contadores ou "Gente das Maravilhas" - acender uma lanterna feita de material reciclado.
Pedro, o Coelhinho
Naquele dia Pedro, o coelhinho levantou-se de sua cama com o pé esquerdo ! Estava de mau humor, desobediente , teimoso e manhoso. Não quis lavar seu rosto e nem suas longas orelhas sedosas. E fez cara feia quando sua mãe lhe ofereceu uma bela porção de alface e cenouras - coisa que ele normalmente gostava muito de comer.
"-Está bem ! Você pode sair , e ver se consegue algo melhor para comer .
Pedro achou ótimo e saiu saltitando.
Pensou onde poderia comer algo mais apetitoso. Lembrou-se do cachorrinho que morava na fazenda, e aos pulos, foi até lá !
"-Bom dia cachorrinho ! Você tem algo a oferecer para um amigo faminto comer ?"
"- Au! Au ! Você chegou na hora certa ! Acabei de desenterrar um osso, disse o cachorrinho. Quer roer um pouco deste osso ?"
"-Não, obrigado ! Não gosto muito de ossos velhos..." E rapidinho saiu pulando.
Mais adiante encontrou-se com o bezerro e lhe perguntou :
"-Bom dia bezerrinho ! Você tem algo a oferecer para um amigo faminto comer ?"
"-Muh...! Muh...! Acabei de tomar o meu leite, mas posso lhe dar um pouco deste feno fresquinho !"
"- Não , obrigado ! Feno me dá cócegas no nariz !" E rapidinho saiu pulando.
Mais adiante encontro o potrinho, e lhe perguntou :
"-Bom dia potrinho ! Você tem algo a oferecer para um amigo faminto comer ?"
"- Iahhhh! Iahhhh! relinchou o potrinho. Que tal um pouco de aveia ?"
"- Oh ! Não , obrigado.Acho a aveia muito seca" . E rapidinho saiu pulando.
Continuando seu caminho encontrou a ovelha.
"-Bom dia ovelhinha ! Você tem algo a oferecer para um amigo faminto comer ?"
"-Béééé´! béééé ! Estas flores estão deliciosas , muito docinhas, sirva-se !"
"-Não, obrigado ! Acho que prefiro admirá-las..." E rapidinho saiu pulando .
Pedro então foi até o lago onde haviam muitos patinhos.
"-Bom dia patinhos ! Vocês tem algo a oferecer para um amigo faminto comer ?"
"-Qua! Qua! Qua ! Pule ! Aqui na água há comida bastante para todos !"
"- Ih ! Não sei nadar, e não me agrada muito este mingau de pato ". E rapidinho saiu pulando.
"Que fome !" pensou o coelhinho. "E agora ? Talvez o melhor seja ir para a floresta, certamente encontrarei algo por lá !"
E caminhando na floresta encontrou um lindo passarinho que cantava alegremente.
"Piiiiuuuu ! Piiiiiuuuu! "
"-Bom dia passarinho ! Você tem algo a oferecer para um amigo faminto comer ?"
O passarinho tirou uma longa minhoca da terra e ofereceu ao coelhinho.
"-Por favor, sirva-se !" Dividirei tudo com você, com muito prazer !"
Mas o coelhinho se sacudiu e respondeu -" Mas ...eu não como minhocas !!!" E rapidinho saiu pulando.
Já estava faminto e desanimado quando um servo que por ali pastava se aproximou e lhe disse:
"- Acho que o melhor a fazer é voltar para casa e pedir à sua mãe que lhe dê o que comer, pois ela é quem sabe do que você gosta !"
"- Sabe, esta é uma boa idéia !" respondeu o coelhinho e rapidinho saiu saltando.
Ao chegar em casa encontrou sua mãe que lhe disse :
"- Então , encontrou algo bem gostoso para comer ?"
O coelhinho então respondeu:
"-A minha fome é de... alface e cenouras !"
"...Eu sou um coelhinho orelhudo e peludinho ...! ( cantar uma melodia de coelho para encerrar o conto ) , ou oferecer aos "coelhinhos ouvintes" tirinhas de cenoura crua pra comer !

Bom divertimento ...
Histórias para crianças de todas as idades.

A Última Folhinha Verde: um conto de Outono !

"A Última Folhinha Verde " - reescrita por Rosângela Alves

Há muito tempo atrás, no Hemisfério Norte , havia um rei que estava de cama, muito doente ... morrendo lentamente.
Porém, mais forte do que a doença que lhe consumia, era o profundo desânimo que lhe tocava a alma. O rei havia desistido de viver.
Sua filha vinha vê-lo todos os dias e tentava animá-lo, relembrando dos bons momentos da vida.
Mas em vão, ela não reagia. O rei havia desistido e viver.
Passava os dias inteiros na cama, olhando para a janela à sua frente e observando uma grande árvore que ia lentamente perdendo suas folhas, porque o
outono havia chegado.

Em uma manhã, quando a filha tentava animá-lo, o rei lhe disse:
__"Sabe, filha, quando aquela árvore perder a última de suas folhas, terá chegado a minha hora de morrer..."
__Que é isso pai? Que tolice! Por que amarrar o seu destino ao destino de uma árvore?
__Mas o rei não a ouviu, tão absorto estava em sua melancolia.
A filha então compreendeu que existem momentos em que as palavras ficam muito pobres e não dão mais conta de acender uma luzinha no coração das pessoas.
Resolveu agir.

Assim que o pai adormeceu, a moça entrou no quarto com um pincel e um potinho de tinta verde. Subiu em um banquinho e pintou no vidro da janela, bem na direção da árvore que seu pai olhava, uma folhinha verde.
À medida em que o outono ia avançando e o inverno tomava seu lugar, as folhas da árvore desprenderam-se todas e saíram dançando ao vento...
O rei observava cuidadosamente todos os seus movimentos.
Observava, especialmente, uma certa folhinha verde muito teimosa e persistente, que não se movia do lugar e ficava agarrada a árvore, não importava o quão forte fosse o vento, quão inclemente fosse a chuva.
Até que a neve chegou e cobriu a árvore com um manto branco.
Mas, de sua cama, o rei havia atado o fio da vida àquela folhinha verde e continuava olhando-a fixamente.

E foi assim, agarrando-se à folhinha verde que o rei atravessou o inverno de sua doença e o inverno de sua alma.
Então, quando a primavera chegou e muitas novas folhinhas cobriam a árvore e aquela pequena folha verde ficou perdida entre tantas outras, o rei encontrou seu ânimo, sua vontade de viver e ficou de pé. Voltou à vida.
Mais tarde, enquanto limpava a folhinha pintada na janela a filha pensou:
__"Espero que, algum dia, se o desânimo tomar conta do meu ser, alguém consiga oferecer uma folhinha verde, para que eu possa receber, através dela, a seiva da vida."

Espero que vocês gostem...
- HORA DO CONTO -

http://www.slideboom.com/presentations/53376/ovos-misteriosos

COPA DO MUNDO NA ÁIRICA

http://revistaescola.abril.com.br/copa-do-mundo-africa-do-sul/

Teste: Você conhece bem sua mãe?

Teste:
Você conhece bem sua mãe?

Clique para ampliar.
Porta retrato
♥♥♥

Clique para ampliar.
Sugestão: decorar (pintura ou colagem),
desenhar a mamãe.
Mais imagens para baixar:
http://picasaweb.google.com/Ivanise40/DiaDasMEs#

http://www.youtube.com/watch?v=iMtup3vuii8&feature=player_embedded#!

Lembrancinhas - Dia das Mães

 (Encontrados na net)






Colei do Blog "' Encantos da Val"'

 

Pequenas delicadezas pra uma grande mamãe!
Feito como imã de geladeira e também como pregadores de recados.
Simples e bem delicados!

Parabéns minha mãezinha, você está longe dos meus olhos, mas grudada em meu coração!!
TE AMO!!!

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sul, JOINVILLE, Aventureiro, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, Música, Livros

O que é isto?
Visitante número: